Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós

Share

Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós

Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós

Usar os símbolos nacionais não quer dizer que você seja bolsonarista

Fiquei pensando quando a nossa vizinha me disse que retirou a Bandeira do Brasil da janela de seu apartamento porque uma outra vizinha passou a olhar atravessado para ela. E completou:

“Nem do Bolsonaro eu gosto, mas achei melhor tirar…”

A importância dos símbolos

São inúmeros os estudos sobre a importância dos símbolos na vida e na cultura dos povos. De alguma forma eles são uma linguagem cifrada das aspirações e dos ideais humanos. Por isso mesmo existem desde tempos imemoráveis e continuarão existindo.

São tão importantes para a vida e a cultura dos povos que hoje a semiótica – ciência que estuda os significados da linguagem e dos símbolos é muitíssimo conceituada.

Existem símbolos com significados profundos dentro de um determinado contexto histórico e cultural. Quando abraçados com ardor, manifestam e alimentam o respeito e o despertar de energias inesperadas.

É o caso da bandeira ou do hino nacional de um país.

Por isso mesmo até as crianças, quando participam de uma cerimônia cívica, ao hastear da bandeira e ao canto do hino nacional levam inconscientemente a mão ao peito.

Ter sobre seu caixão a bandeira é uma das maiores honras que podem ser concedidas a quem deu a vida pela pátria.

Alguns símbolos utilizados pela política brasileira

Após a Constituição de 1988, além da administração Collor/Itamar e Michel Temer, o Brasil teve dois grandes períodos de governo.

Sob o PSDB, Fernando Henrique Cardoso administrou a máquina pública por 8 anos. O símbolo do partido é um tucano nas cores azul e amarela: por esta razão, seus membros são, eventualmente, chamados de “tucanos“, e raramente de “peessedebistas“.

Em seguida, tivemos quase 16 anos sob o PT, cujos símbolos são a bandeira vermelha com uma estrela branca ao centro (exceto no Rio Grande do Sul, onde a estrela na bandeira é amarela), a estrela vermelha de cinco pontas, com a sigla PT inscrita ao centro, e o hino do partido. Seus filiados e simpatizantes são denominados “petistas”.

O governo Bolsonaro vinculou sua imagem às cores nacionais. O verde e amarelo passaram a ser utilizados por seus apoiadores. Mais ainda, a Bandeira do Brasil está incorporada à mensagem de valorização da democracia. Ela é usada contra a bandeira vermelha que ainda vigora na mente de muitos adeptos do petismo.

Os símbolos do Brasil pertencem a todos nósHá quem enxergue na bandeira menos a nação e mais o terço do eleitorado fidelíssimo a Bolsonaro.

Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós

A Constituição Federal estipula em seu artigo 13 que são símbolos da República Federativa do Brasil

  • a bandeira
  • o hino
  • as armas e
  • o selo nacionais.

Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós

Esses símbolos representam nosso país. Eles podem e devem ser usados por todos nós. Brasileiros natos ou de opção.

Considerações finais

Tomara que minha vizinha leia este post. Às vezes, a leitura individual tem um poder maior do que uma tentativa direta de convencimento.

Autor: Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

2 comentários em “Os símbolos do Brasil pertencem a todos nós”

  1. Por que somente agora os comunistas brasileiros deixaram de usar bandeiras de Cuba; da China e da antiga União Soviética?
    Será que invejam tanto Jair Bolsonaro ao ponto de ficarem posando de veneradores dos símbolos da Pátria Brasileira?
    O Foro de São Paulo assumiu nova estratégia para enganar a maioria da população que não é politizada corretamente?
    Todos os esquerdistas agora se envergonham do Vermelho?

Deixe uma resposta