O Verdadeiro Desafio da Liderança: Enfrentando o Dilema Moral

Share

O Verdadeiro Desafio da Liderança: Enfrentando o Dilema Moral

Em um cenário marcado pelo treinamento militar, onde a disciplina e a precisão são valores inegociáveis, um encontro inesperado com o General Comandante da 7ª Divisão de Exército proporcionou uma reflexão profunda sobre os princípios fundamentais da liderança e os desafios éticos que enfrentamos em nossas jornadas.

Imagine-se no Campo de Instrução Militar, na região do grande Recife, onde eu, então Tenente de Infantaria do Exército Brasileiro, estava conduzindo meu Pelotão de Fuzileiros em um treinamento de tiro por fração. Em um momento aparentemente rotineiro, fui surpreendido pela chegada do General, cuja presença imponente alterou o curso previsível do dia.

Desafiado pela sua autoridade, enfrentei a repreensão por estar sem o gorro do uniforme, um erro trivial em meio às complexidades de uma instrução militar. Porém, o impacto mais significativo veio com as palavras que se seguiram, trazendo à tona uma questão moral essencial para qualquer líder: o dilema entre a missão e a ética.

O General questionou nossa atividade de treinamento, que consistia em atirar em alvos de papel. Sua observação perspicaz trouxe à tona uma verdade inconveniente: a diferença entre acertar um alvo inanimado e confrontar a realidade de atentar contra outra vida humana.

Ao interromper a instrução e reunir a tropa, o General lançou a pergunta crucial: “Você está pronto para atirar em uma pessoa?” O que se seguiu foi uma resposta surpreendente de um Soldado do Pelotão, que afirmou estar preparado para morrer, quanto mais para matar um inimigo.

Esse encontro inesperado foi mais do que uma lição de liderança militar; foi um lembrete da complexidade moral que enfrentamos como líderes em qualquer contexto. Em uma era em que a eficiência e o cumprimento de metas muitas vezes obscurecem as considerações éticas, esse episódio ressalta a importância de confrontarmos essas questões de frente.

Desafio da liderança

O verdadeiro desafio da liderança não reside apenas na habilidade de cumprir missões e alcançar objetivos, mas sim na capacidade de enfrentar dilemas éticos com integridade e coragem. Como líderes, somos confrontados com escolhas que transcendem o campo de batalha e se estendem às nossas interações diárias, influenciando as vidas das pessoas que lideramos.

A história do Campo de Instrução Militar serve como um lembrete poderoso de que, em última análise, nossa responsabilidade como líderes vai além do sucesso superficial; ela exige uma profunda compreensão dos princípios éticos e a coragem de agir de acordo com eles, mesmo diante das adversidades.

Que possamos nos inspirar nessa narrativa para cultivar lideranças autênticas, capazes de enfrentar os desafios morais com sabedoria e compaixão, guiando nossas equipes em direção a um futuro onde a integridade e o respeito pela vida humana sejam os pilares fundamentais de nossas ações.

Por Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Deixe uma resposta