Como motivar equipes cujos indivíduos possuem perfis diferentes?

Share

Como motivar equipes cujos indivíduos possuem perfis diferentes?

por Ronaldo Lundgren.

motivar equipes cujos indivíduos possuem perfis diferentes

 

Isto é tarefa para líder. As pessoas que estão na sua equipe são únicas. Cada uma possui características particulares que a individualizam.

Porém, é possível reunir essas características em um conjunto comum, identificando o perfil do indivíduo.

Confira as dicas apresentadas pela GROU – Inovação para Gestão de Pessoas.

Principais perfis comportamentais

Existem algumas ferramentas de qualidade para avaliar o perfil comportamental de um professional. Uma das principais é a análise de perfil comportamental (Personal Development Analysis – PDA).

Com ela, é possível considerar perfis como: dinamismo, influência, autonomia, ritmo, iniciativa e obediência para ter uma visão mais sistêmica dos perfis comportamentais.

Para facilitar a abordagem e exemplificação, separamos os perfis comportamentais em apenas quatro categorias: arriscados, influentes, pacientes e normativos.

Profissional com perfil arriscado

Essa categoria é composta por profissionais inclinados a desafios complexos e metas desafiadoras. Costumam ser mais competitivos e confrontam as situações rotineiras. Além disso, eles utilizam a linguagem de forma objetiva e assertiva.

Para motivá-los é preciso gerar oportunidades para competir (de forma saudável), obter resultados significativos e assumir maiores responsabilidades na empresa.

Profissional com perfil influente

Verbais, gregários, envolventes e persuasivos. Profissionais com perfil influente possuem um forte senso de equipe. São carismáticos e geram boas impressões logo no primeiro contato. Portanto, fazem networking com facilidade.

Para o influente, não meça oportunidades de reconhecimento social, congratulações e valorização pelos resultados apresentados. Somado a isso, é preciso criar oportunidades para que este profissional conheça gente nova, expandindo sua rede de contatos na empresa.

Profissional com perfil paciente

Esse perfil é conhecido por orientar-se de acordo com o planejamento e a rotina. São bons ouvintes, tranquilos e buscam a estabilidade. Os profissionais pacientes preferem ter tempo para fazer bem o seu trabalho e tendem a atingir ótimos resultados por meio de planos bem estruturados.

Motivá-los requer a criação de um ambiente de trabalho organizado, ameno e agradável. É preciso oferecer a chance para que eles transmitam o seu conhecimento, participem da tomada de decisões e sejam relevantes para o direcionamento do negócio.

Profissional com perfil normativo

Por fim, há os profissionais com perfil normativo. Eles são orientados para normas, regras, padrões e qualidade. São minuciosos, detalhistas e buscam a excelência em tudo o que fazem. Geralmente, transmitem um forte senso de justiça pelo cumprimento leal às normas.

Motivam-se por um ambiente de trabalho com processos claros, onde os padrões e as normas de conduta são obedecidas. É importante otimizar a comunicação e oferecer feedbacks, indicando se o seu trabalho está sendo bem realizado ou se precisa de melhorias.

Associação dos diferentes perfis no trabalho em equipe

Os diferentes perfis comportamentais também possuem demandas específicas.

Alguns querem liberdade para atuar, enquanto outros desejam prazos e padrões. Há também os que preferem realizar atividades individuais e aqueles que se saem melhor trabalhando em equipe.

Cabe ao líder reconhecer a característica predominante na equipe, oferecendo-lhe estímulos para entregar bons resultados.

Também é preciso trabalhar com os perfis minoritários garantindo que “encontrem o seu lugar” no time.

Considerações finais

A diversidade de perfis não deve ser uma preocupação. Pelo contrário, ela pode ser considerada uma vantagem competitiva para a empresa e para gestão de pessoas.

A pluralidade enriquece o ambiente de trabalho, melhora os processos e garante que ótimos resultados sejam alcançados. Logo, será possível motivar os funcionários com eficácia!

Referência(s)

Este post tomou por base o artigo publicado em GROU – Como motivar os funcionários de acordo com o perfil comportamental.

Autor: Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Deixe uma resposta