Inspiração para superar dificuldades

Share

por Ronaldo Lundgren.

Inspiração para superar dificuldades

Inspiração para superar dificuldades

A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda

Para Maria Elizabeth Ferreira “essa frase sintetiza o sentido da motivação. Podemos cair, sim, muitas vezes na vida. Mas o valor está em nos levantar após cada queda, firmes no propósito, perseverantes na esperança de alcançarmos a nossa tão sonhada meta”.

Reconhece a queda e não desanima. Levanta, sacode a poeira, dá a volta por cima. (Jorge Aragão)

Elizabeth também afirma que o “verdadeiro valor do ser humano não é evitar as quedas ao longo da vida, mas sim ter força e a vontade em se levantar. Não nos importemos em cometer erros; errar faz parte da vida.

Errar é humano. Aprender com os erros, essa é a mensagem principal“.

Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha

Inspiração para superar dificuldades

O pouco que você faz ajuda a mudar o mundo a sua volta. O texto de Paiva Netto, tratando sobre desperdício merece nossa atenção. Para Paiva Netto,

Urge impedir o desperdício. É providência sensata, humanitária, em todas as áreas e das mais diferentes classes sociais. É um crime, por exemplo, deixar estragar alimentos, quando milhões de pessoas ainda passam fome.

Quantas pessoas esbarramos diariamente nas ruas das cidades brasileiras? Quantas lhe agradeceriam por receber um prato de comida?

O dr. Alan Bojanicn, no mesmo texto de Paiva, chamou a atenção para esse fato:

“A FAO fez um estudo amplo para ver a porcentagem de perdas de alimentos no mundo. Temos uma cifra que é muito — vamos dizer — dolorosa! Depois que o produto é coletado, até chegar ao consumidor, e mesmo na casa dos consumidores, temos perdas muito altas. É quase um terço de toda a produção mundial que vai — se pode dizer — para o lixo. Uma produção muito importante, que tem implicações de todo tipo, em primeiro lugar, humanitárias, porque é comida que poderia ser dada para muitas pessoas carentes. É um absurdo ambiental, pois muita energia foi gasta na produção. E também tem a ver com a ineficiência econômica. Então, é um absurdo humanitário, ambiental e econômico-financeiro.

O pouco que cada um faz, voltado para a melhoria da qualidade de vida, torna-se um muito para o ambiente a sua volta. Paiva Netto defende que “a migalha de hoje é a farta refeição de amanhã. Reflitamos sobre isso”.

Só tem direito a descansar quem terminou a caminhada

Era o ano de 1994. Eu me encontrava em Lusaka, capital da Zâmbia. País colonizado pela Inglaterra, vizinho de Angola, onde eu servia como Observador Militar da ONU.

Em Lusaka, eu fazia parte da comitiva da ONU que mediava o acordo de paz entre o governo de Angola e a UNITA. Depois de mais de 20 anos de guerra interna, foi assinado o Protocolo de Lusaka, que pretendia por fim ao conflito.

Na última reunião antes do ato formal da assinatura do acordo, o  antigo secretário-geral da UNITA, Eugénio  Manuvakola, Chefe da delegação, olhando para as partes presentes proferiu esta frase:

“Só tem direito a descansar quem terminou a caminhada”.

Nunca a tinha ouvido antes. Mas me marcou bastante. Manuvakola explicou, de forma simples, que a assinatura do Protocolo não caracterizava o término da caminhada. Portanto, os angolanos ainda não tinham o direito a descansar. Precisavam tornar o Acordo em realidade.

Manuvakola estava certo. Ele pagou caro a “ousadia” de rubricar o acordo. O Protocolo de Lusaka não prosperou. Consta que chegou a ser preso, tendo fugido da área dominada pela UNITA indo para Luanda, onde criou a extinta UNITA-Renovada.

Considerações finais

A ousadia é a metade da vitória e quem temer ao inimigo já vai vencido. Dificuldades e obstáculos existem na vida de qualquer pessoa. Para buscar forças a fim de superá-los, é bom ter por perto alguns exemplos e frases que ajudem a estimular.

Essas são algumas que compartilhei com você. Construa a sua própria. E não perca a esperança.

Referências

Sítio Pensador – Roberto Shinyashiki – Confúcio – Oliver Goldsmith

Autor: Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Deixe uma resposta