Deixar seu chefe assumir o crédito por suas ideias

Share

Deixar seu chefe assumir o crédito por suas ideias é um movimento poderoso

assumir o crédito por suas ideias
O roubo de ideias nem sempre é sobre egoísmo

por Jessica Powell.(*)

Meu chefe está sempre recebendo crédito pelo meu trabalho e isso me deixa louco. O que eu posso fazer?

Vamos começar com o que pode parecer uma pergunta fora da curva:

isso é realmente ruim para você?

Claro, é irritante ver seu trabalho “roubado”. Mas pode haver boas razões para o roubo e, às vezes, pode até ser bom para você.

Primeiro, em muitos empregos, para o bem ou para o mal, a opinião do seu gerente conta mais do que qualquer outra pessoa em termos de sua trajetória de carreira.

Portanto, embora seja sempre bom que todos reconheçam seus méritos, a pessoa que você mais precisa fazer feliz é seu chefe.

Você pode ficar chateado por seu projeto ter sido enviado ao CEO sem o seu nome. Procure ver de outro modo. Afinal, seu chefe imediato achou que seu trabalho era bom o suficiente para enviar ao CEO.

Você se beneficia – pelo menos em termos de segurança no emprego – de fazer seu chefe parecer bom.

Segundo, é verdade que existem pessoas ruins em qualquer empresa que não abrirão ou responderão a um email se ele não vier de um nível específico de antiguidade. Essas pessoas são as piores! Mas elas definitivamente existem. Seu gerente pode copiar / colar seu trabalho por esse motivo, enviando sua ideia como uma maneira de

  1. garantir que ela seja lida e levada a sério; e
  2. mostrar que a ideia tem o apoio da gerência.

Como agir?

Mas mesmo assim, o que fazer depois de analisar tudo isso de maneira racional e concluir que não há uma boa razão para seu gerente receber crédito por seu trabalho? Como você acaba com esse comportamento egoísta?

Quando se trata da maioria dos problemas de trabalho, a honestidade geralmente é a melhor política, seja você o gerente ou o funcionário. Mas acho que a maioria dos gerentes – mesmo os melhores – ficará bastante defensiva se for chamada de egoísta. Mesmo que seja costumeiro em assumir o crédito por suas ideias.

Dito isto, se você tem um ótimo relacionamento com seu chefe e sente que pode resolver com cuidado, então faça isso. Mas pergunte da maneira certa.

Se você tem uma boa razão comercial para explicar por que precisa ser a pessoa que apresenta alguma coisa, deve poder articular isso facilmente.

Tente explicar o problema relacionando a objetivos maiores de negócios ou de trabalho:

“Percebi que você enviou meu projeto para o CEO sem reconhecer o trabalho que fiz. Tenho certeza de que havia uma boa razão para isso, mas estou realmente tentando trabalhar no meu relacionamento com ele e seu departamento porque [explique o motivo]. Seria bom para mim se você pudesse me incluir quando enviar minhas ideias para ele”.

Depois, peça ao gerente sugestões de outras ideias que podem ajudá-lo com o CEO.

Mesmo se ele não tiver uma sugestão no momento, você enfrentou o problema sem confrontá-lo. Melhor ainda, você está acariciando o ego dele pedindo conselhos. Qual gerente não gosta de ensinar e aconselhar?

Recorrendo ao RH

Como alternativa, você pode seguir uma rota indireta para solucionar o problema.

Se você gosta do seu chefe e não quer criar caso, existem várias maneiras não-convencionais de fazer isso. Aproveite os feedbacks anônimos por meio das pesquisas feitas pela empresa.

Abordar o seu parceiro de RH também pode funcionar.

Seja diplomático na maneira de fazê-lo. Afinal, o que você diz pode retornar ao seu chefe de muitas formas diferentes. Mas se você conduzir a conversa pedindo conselhos à pessoa de RH, em vez de parecer um linguarudo, é mais provável que seus comentários voltem ao seu chefe de uma maneira construtiva.

Considerações finais

Finalmente, uma palavra para qualquer gerente que esteja lendo isso: se você é um tomador de crédito e acredita que há uma forte razão comercial para isso, então tudo bem.

Mas seja inclusivo e inteligente em como você compartilha o trabalho de sua equipe. Copie por email os membros da equipe que contribuíram para a ideia ou assine o email em nome de todos. Isso mostra a sua equipe que você está dando crédito a todos e ajuda a elevar a importância deles aos olhos dos executivos.

Porém, se você realmente tem uma boa razão comercial para explicar por que precisa ser a pessoa que apresenta alguma coisa, explique a sua equipe, o que ajudará a mitigar qualquer ressentimento.

E vale lembrar que existe um valor para você em distribuir o crédito sempre que possível.

Elevar sua equipe também é uma coisa boa para você. Quanto mais os membros de sua equipe são levados a sério, mais forte sua equipe será percebida – o que, em última análise, reflete positivamente suas habilidades de liderança.

Se você fizer isso corretamente, com o tempo, poderá delegar mais trabalho a sua equipe, o que o liberará para fazer as coisas mais importantes – como se dedicar à construção de sua “marca pessoal”, praticando o próximo TEDx Talk, e desperdiçando tempo com todos aqueles discursos de “liderança de pensamento” que você gosta de dar em conferências!

Pensando bem, deixar o chefe assumir o crédito por suas ideias pode até fazer bem.

Referência(s)

Jessica Powell. Este artigo foi publicado na revista Medium.

Autor: Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Deixe uma resposta