Autoconhecimento

Share

por Alda Andrade. (*)

Autoconhecimento

“A melhor maneira de alcançar o autoconhecimento, não é pela contemplação, mas pela ação.”  (Johann Goethe)                                                                                 

Autoconhecimento

A condição imprescindível para termos mais segurança e ter tudo na vida é o autoconhecimento.

O sucesso pessoal é uma palavra muito relativa. Por isso começo falando sobre fazermos uma reflexão, olharmos para dentro de nós mesmos, entender a vida, a nossa história e fundamentalmente ter uma visão do futuro.

Através do autoconhecimento você começa a descobrir o que é Deus, o que é a verdade, o que é aquele estado de eterno.” ( Jiddu Krishnamurti )

Conhece-te a ti mesmo

Precisamos conhecer nossas habilidades, nossos limites, nossas capacidades. E se faz necessário direcionarmos o nosso caminhar num desenvolvimento constante.

A prática de se conhecer melhor faz com que a pessoa tenha controle sobre suas emoções, independentes de serem positivas ou não.

Tal controle emocional provocado pelo autoconhecimento pode evitar, entre outros, sentimentos de

  • baixa autoestima;
  • inquietude;
  • frustração;
  • ansiedade; e
  • instabilidade emocional.

Atua também, como importante exercício de bem-estar e, ocasionalmente, ajuda nas resoluções produtivas e conscientes acerca de seus variados problemas.

Como se conhecer

Existem muitas literaturas, métodos, ferramentas que nos ajudam a elucidar a percepção de quem somos e como podemos ser competentes para produzir.

Tais considerações reforçam que os livros são fundamentais ao nosso desenvolvimento, porém não são suficientes para alcançarmos um autoconhecimento.

Pessoas mais experientes nos auxiliam nessa busca. Ferramentas, bem como métodos práticos, feedbacks positivos, nos auxiliam bastante.

Quanto mais conhecimentos dirigidos e ter a consciência de como se é, mais oportunidades surgem para testarmos as nossas habilidades. Nos damos conta de possuirmos outras competências, descobrindo como podemos desenvolvê-las.

A importância da psicologia

O termo autoconhecimento é bastante subjetivo, amplo e enriquecido de aspectos, métodos e teorias.

O autoconhecimento é conhecer a si mesmo. Em psicologia, significa o conhecimento do indivíduo sobre si mesmo.

O conhecimento de si próprio não dá prioridade a opiniões ou a respostas e sim estimula seus fatores positivos a detectar os negativos, a fim de modificá-los favoravelmente.

Toda pessoa possui o refúgio dos seus recursos pessoais. Quando há o controle das emoções, esse refúgio pode ser acionado de forma a não se desgastar. Ele ainda pode ser utilizado de forma a obter futura recomposição.

O indivíduo também consegue permanecer equilibrado em casos de fatores externos como críticas, perda de emprego, término de relacionamento e outros que vulnerem o emocional.

Fatores internos e externos

Pode-se buscar o autoconhecimento a partir da detecção dos defeitos e qualidades, sendo estes externos (corporais) e internos (emocionais).

O equilíbrio entre os fatores internos e externos deve ser buscado para que não haja espaço para manipulação e fragilidade.

Também pode haver reflexão de vida, analisando o comportamento obtido até então e as atitudes tomadas para que se consiga detectar maus atos e comportamentos, a fim de que não mais se repitam.

Para que isto ocorra, a maioria das pessoas precisa de ajuda. Geralmente, há necessidade da psicologia, que é uma ferramenta poderosa criada pelo homem. Só com ela temos a consciência de que as soluções para todos os nossos problemas estão em nós mesmos.

Constantemente, recebemos do ambiente lições importantes que nos alertam e nos ajudam a compreender nossas reações. No entanto, somente a autoeducação nos dá a consciência do que deve ser feito para a nossa paz interior, saúde e mesmo compreensão.

Raciocinar é um instrumento valioso na seleção das qualidades que devem ser postas em prática, desde que ela seja disciplinada pelos sentimentos altruístas.

Cada ser humano é único. Somos diferentes de como percebemos os estímulos. Somos responsáveis pela aquisição de conhecimentos. A nossa educação cognitiva, emocional e espiritual é única e nos conduz no nosso comportamento diário.

Um alerta

Fica um alerta: preste atenção em como você se relaciona, procure ter autocrítica e refletir em como as pessoas reagem a você. Compreenda as pessoas e não os julgue. Insista nas suas forças e principalmente trabalhe as suas fraquezas e só assim você será uma pessoa melhor.

O autoconhecimento é o começo da sabedoria, em cuja tranquilidade e silêncio encontra o imensurável” (Jiddu Krishnamurti)

“Determinando tu algum objetivo, ser-te-á firme em teu negócio, e a luz brilhará em teus caminhos.” ( Jó 22:28 )


(*) Alda Andrade (psicóloga )

Autor: Ronaldo Lundgren

Possui graduação pela Academia Militar das Agulhas Negras; é Mestre em Estudos Estratégicos pelo US Army War College; e Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

6 pensamentos em “Autoconhecimento”

  1. Vejo que o autoconhecimento não só ajuda o indivíduo, ele acaba auxiliando no desenvolvimento da própria sociedade. No momento que você conhece seus prontos fortes e fracos se torna mais fácil os ajustes para se tornar uma pessoa melhor e consequentimente ajudar de uma forma mais eficaz a sua comunidade.

Deixe uma resposta